Nome sujo não deve impedir contrato de novos serviços

A contratação de serviços essenciais, como água, saúde e educação, não pode ser negada ao consumidor que estiver com o nome sujo nos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC e Serasa. Ou seja, práticas como impedir a renovação ou matrícula de um aluno em instituição de ensino, por inadimplência dos pais; ou ainda recusa a atendimento médico, em razão do não pagamento do plano ...
Veja Mais